quinta-feira, dezembro 06, 2007

Estupidez humana

"Só há duas coisas no mundo que são infinitas: O universo e a estupidez humana. E eu não tenho a certeza em relação ao universo" - Albert Einstein

Estupidez nº 1: A crença de James Watson

O homem que, em 1997, declarou que as mulheres deviam poder abortar se soubessem que o filho sairia homossexual, resolveu valer-se da sua condição de renomeado estudioso da genética para dar contornos académicos à sua crença racista de que os negros são menos inteligentes do que os brancos.

Chegou a dizer que “testes” sugerem diferenças de inteligência, sem ter como apontar teste algum. Ele resolve o assunto ao dizer que a ciência o poderá comprovar daqui a 10 ou 15 anos.

O cientista racista de 79 anos, que ganhou o Nobel de Medicina de 1962, ao lado de Francis Crick e Maurice Wilkins, pelo trabalho que revelou a estrutura de dupla hélice do DNA, desdenha os estudos de sua área que já jogaram por terra o uso do termo raça, ao desvendarem que, pelo menos na genética, qualquer ser humano é absolutamente igual.

O cientista recusa-se a acreditar que a igualdade seja viável na prática e que todos os povos sejam igualmente inteligentes, argumentando que “as pessoas que lidam com empregados negros descobrem que isso não é verdade”

Para ele, a África também padece por falta de inteligência e não de ajuda, “porque todas as políticas sociais são baseadas no fato de que a inteligência deles é como a nossa, embora todos os testes digam que não é bem assim”.

No dia 18 de Outubro de 2007 Watson chegou ao Reino Unido onde faria uma palestra no Museu da Ciência, com todos os lugares reservados. Diante da manifestação pública de estupidez racista da estrela convidada, o museu resolveu fechar-lhe as portas e mandar os convidados(as) de volta pra casa.


Estupidez nº 2: Dura lex, sed lex (A lei é dura mas é a lei)

Kentucky: "Nenhuma mulher pode aparecer em fato de banho em qualquer auto-estrada do estado, a não ser que venha escoltada por, pelo menos, dois polícias ou, em alternativa, venha armada com um bastão. A lei não se aplica a mulheres que pesem menos de 40 kg ou mais de 90 kg.

Em Cali, na Colômbia, uma mulher só pode ter relações com seu marido, e a primeira vez que isso ocorre, sua mãe deve estar no quarto para testemunhar o acto.

Em Hong Kong, uma mulher traída pode legalmente matar seu marido adúltero, mas deve fazê-lo apenas com suas mãos. Em contrapartida, a amante do marido pode ser morta de qualquer outra maneira.

Em Kirkland, no estado de Illinois, uma lei proíbe às abelhas voarem por cima da povoação.


Zonas de elevado índice de estupidez:

Arizona:

-> A pena por cortar um cacto pode chegar aos 25 anos de prisão.
-> Quando atacada por um ladrão ou criminoso, uma pessoa só pode proteger-se com o mesmo tipo de arma que este usa.
-> É ilegal recusar um copo de água a alguém.
-> Os carros não podem ser conduzidos em marcha-atrás.
-> Não podem ser jogadas cartas na rua com um índio americano.
-> Uma pessoa que seja apanhada a roubar sabão deve lavar-se com ele até que este se gaste.
-> É ilegal a homens e mulheres com mais de 18 anos sorrirem se tiverem dois ou mais dentes a faltarem na boca.

Arkansas:

-> Um homem pode bater legalmente na esposa, mas apenas uma vez por mês.
-> Os crocodilos não podem ser mantidos em banheiras.
-> O rio Arkansas não pode subir acima da ponte da Main Street de Little Rock, a capital.
-> "Arkansas" tem que ser pronunciado "Arkansaw".
-> É ilegal matar qualquer criatura viva.
-> Os cães não podem ladrar depois das 6 da tarde.

Alabama:

-> É ilegal usar um bigode falso que possa provocar o riso numa igreja.
-> Pôr sal na linha do caminho-de-ferro pode ser punível com a pena de morte.
-> É legal conduzir um carro no sentido contrário numa rua de sentido único se o mesmo tiver uma lanterna presa na sua frente.
-> É ilegal transportar gelados no bolso das calças.

Alaska:

-> Os alces não podem ser observados de avião.
-> Embora seja legal disparar contra um urso, acordar um para tirar fotografias é ilegal.
-> É considerada ofensa dar bebidas alcoólicas a um alce.


Estupidez nº 3: Americans are NOT stupid



Burns the Kid has left the building...

12 comentários:

Pedro o Galinha disse...

Ja conhecia os comentários infelizes do Sr. James Watson - (fez-me lembrar uma certa pessoa k afirmava o facto de os negros xeirarem pior que os brancos.... "n é?".

O post em si ta genial e comprova a genialidade de Albert Einstein "infelizmente"...

ps: estou completamente de acordo com a seguinte lei do Alabama: É ilegal transportar gelados no bolso das calças.

Rock Joker disse...

Bem o gajo que se chama watson é de que nacionalidade?Fica tudo explicado.
As leis já conhecia algumas e ao contrário de estupidas são hilariantes.
Quanto ao video nunca mais fico furibundo por os americanos confundirem Portugal com uma provincia de Espanha.Mas gostaria de dizer que esse nivel de estupidez que existe nos USA é propositado(não pelas pessoas claro)e faz parte de um plano ambicioso que necessita absolutamente que as pessoas que constituem a sociedade americana possuam este nivel de conhecimento.O alarmante é que os europeus e também pelos mesmos motivos estejam a ficar muito parecidos.A globalização tem que prosseguir o seu caminho.

Tita disse...

zona de estupidez mor:

o estadio da luz

tenho dito

Burns the Kid disse...

AH GANDA TITA!!!!! Gosto de ti! :D

Gata Verde disse...

O SR. da 1ª estupidez já deve estar xoné!!!

Miguel F. Carvalho disse...

agora parece que descobriram que 16% ou 18% do DNA desse senhor Watson é de origem negra... ele de certeza que vai argumentar que é essa parte do DNA que lhe faz dizer essas asneiras...

Burns the Kid disse...

REVISTA TIMES: JAMES WATSON, the DNA pioneer who claimed Africans are less intelligent than whites, has been found to have 16 times more genes of black origin than the average white European.
An analysis of his genome shows that 16% of his genes are likely to have come from a black ancestor of African descent. By contrast, most people of European descent would have no more than 1%.

Sorrisos em Alta disse...

E então, rapazes, essa escrita?

Alff disse...

eu queria ver o jerry seinfield a fazer o Bee Movie Em Kirkland, no estado de Illinois.

"Uma pessoa que seja apanhada a roubar sabão deve lavar-se com ele até que este se gaste." --> para algumas pessoas era uma mais-valia

"É ilegal a homens e mulheres com mais de 18 anos sorrirem se tiverem dois ou mais dentes a faltarem na boca" --> não é preciso ser ilegal. se uma pessoa com mais de 18 não tiver dois dentes~ou mais dentes, não vai ter motivos pra rir de qualquer maneira..


e outros... podia comentar todos os outros factos estúpidos.
Mas estou ocupada a imaginar o que é que uma pessoa do Alabama dis aos "seus"...
"ahahaha, aqui é ilegal transportar gelados dos bolsos, mas em Portugal têem um primeiro ministro que recebeu uma licenciatura a um domingo, provavelmente calhou numa caiza de chocapic... American people, don't put ice creams in their pokets, but at least, they are not stupid"

Cumprimentos*

Sorrisos em Alta disse...

Para ver se vos consigo pôr a escrever de novo, lançei-vos um desafio no meu blog.

Está em:
http://sorrisosemalta.blogspot.com/2007/12/desafio.html

Su disse...

bem, finalmente descobri como postar. tinha-me eskecido da pass de blogger mas ao fim de um ano consegui ler aki na janelinha k se podia postar com a pass do gmail.

nunca fui mto dada a estas novas tecnologias, é notório!

bem,kt ao post ainda me ri um bocado com a capacidade mental da populaçao da maior potencia do mundo...parece me k estamos entregues a retrocesso civilizacional...mas pronto...interessada pelo tema decidi pesquisar um pouco mais sobre ele e fiquei bastante preocupada com o que vi.
oh burns, vê la esta lei do Arizona:

É contra a lei ter mais de dois vibradores dentro de casa

Já viste se lá vivesses?..tavas lixado!! Ainda bem k o nosso Portugalito é mente aberta!!

Arizona nao rules

Carolina disse...

Mississipi deveria ser invadido, eh um Pais terrorista??
E eu que pensava que os portugueses nao tinham muita cultura geral!! - Hehe, comparativamente e segundo teoria dita americana, somos seres superiores, certo?