terça-feira, junho 30, 2009

Lara e Rómulus


Hoje dois alucinados estão de parabéns

João Mexia…

ou antes, Lara. É que o João foi pai à exactamente 4 horas e 8 minutos à data em que publico esta mensagem.

Parabéns também ao “Sioux” que faz anos hoje



Simbólico o dia de hoje. A Lara faz 4 horas de vida e o “Sioux” conta mais um ano na sua vida, que se aproxima a passos largos dos 30.

De qualquer maneira… PARABÉNSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS...











Para quem fica a pensar que é mesmo o Nuno Sioux que fez anos hoje... think again


Parabéns mano

sexta-feira, junho 26, 2009

Black and White




Sem tons jocosos, sem controvérsias.
Coube-me a mim escrever sobre o rei da pop.
Digam o que disserem, falem mal á vontade, apontem todos os defeitos…
Ele continuará… na história da humanidade.
Conseguiu a imortalidade através dos escândalos como dos contributos.

Mr. Moonwalker é detentor do álbum mais vendido da história (thriller com 104 milhões de cópias vendidas) … ainda me lembro em criança calçar uns sapatos com meia branca e calças á picha para o imitar.

Vejam só que ele é detentor de 25 grammys sendo 19 a solo e 6 na aventura Jackson 5.

É dono da maioria dos direitos de… the Beatles (tendo vendido parte dos direitos á Sony music mantendo-se ainda como o maioritário) o próprio Paul Mcartney tem de pagar para cantar músicas por ele escritas à cerca de meio século).

Neverland foi um sonho concretizado... assim como um zoológico privado.

Fundou a “heal the world foundation” onde angariou e doou milhões para ajudar crianças afectadas pela Guerra e doenças por todo o mundo.

Ah ah ah ah… o rei da pop chegou a ser genro do rei do rock (casou com Lisa Marie Presley)

Era preto… assim como branco
Polémico? Sem dúvida

O resto… o resto é a história que irá ser contada ao longo dos próximos séculos.

Obrigado ao Peter Pan real



Estamos todos de luto a preto e branco


quinta-feira, junho 25, 2009

Two days before the day after tomorrow




De volta a escrita antiga.

Se estou de volta à escrita antiga, aqueles que já conhecem a dita “antiga escrita” sabem, portanto, que o que vou escrever em nada tem a haver com o titulo que da nome a este post...

Na verdade vou descrever-vos da forma mais simples possível, a minha mais recente teoria para que, tu que me lês, a possas entender.
E se no fim não entenderes patavina do que escrevi, não te assustes nem te menosprezes, pois acabas de descobrir que fazes parte da imensidão de gente com quem partilhas este espaço a que nós humanos gostamos de chamar de Terra… simplificando, és comum como todos os outros e não fazes parte da pequena excepção capaz de compreender coisas tão simples como o porquê do norte estar a norte e não o sul, o porquê da cor amarela se chamar amarelo, ou mesmo se o nome “laranja” veio primeiro do fruto ou da cor (ex. basico: “cor-de-laranja ou laranja”).

Aqui está uma foto de uma laranja tirada a preto e branco.



Agora digam-me: a laranja é laranja por ser cor-de-laranja ou a cor-de-laranja é laranja por causa da laranja?

Mas…
não é do assunto laranja ou cor-de-laranja que vos quero falar.
Desta vez estou aqui para vos desvendar um segredo que irá abanar com os alicerces da humanidade em si.
Temo que o mundo não esteja pronto para a informação que vou desvendar. Mas terão que subsistir, a humanidade terá de prevalecer, adaptar-se há mudança, tal qual como na era em que Prometeu trouxe o fogo para aos primeiros Sapiens.
Muitos não sobreviverão, não vão aguentar, mas a esperança está nos que irão ultrapassar o segredo.

Mundo:

O verde…

Não é verde, de facto… não existe, o que existe é uma junção da cor ciano (que é uma espécie de azul) com o amarelo.
Agora tirem as vossas conclusões e tentem viver com isso no vosso dia-a-dia.

A relva, a Irlanda, as folhas das árvores, a alface que está em nossas casas, o Sporting, o partido “os verdes”, pessoas com olhos verdes (sempre desconfiei destes), as tartarugas ninja, o caldo… verde, o incrível Hulk, o absinto (talvez o absinto passe), a Kriptonyte e até mesmo a banda Norte Americana Green Day… não existem,
Nada disto existe… são apenas uma junção de vários factores… nomeadamente

O ciano e o amarelo…

Agora tentem viver

Kiss kiss bang bang

segunda-feira, junho 22, 2009

Choro




e ainda existem daqueles dias cinzentos em que só nos apetece chorar sozinhos...
á espera que a chuva nos acorde

quinta-feira, junho 18, 2009

Coincidência ou Final Destination???


Sempre fui dos que sempre disse que não acreditava no destino, na minha opinião nos fazemos o nosso próprio destino, somos nos que fazemos as escolhas que vão moldar o nosso “Fado”, por vezes existem acidentes, catástrofes que ceifam centenas de vidas humanas, muitos são aqueles que no ultimo minuto não apanharam uma boleia de um carro que teve um acidente em que morreram todos os ocupantes, que perderam um avião que caiu matando todos os ocupantes, essas pessoas ficaram sempre com a sensação que não tinha chegado a hora delas e que God Himself os impediu de sucumbir nesses dias.
Pois recentemente houve um caso desses um avião que se despenhou no Atlântico ceifando a vida de 228 pessoas, um brasuca luso descendente e um casal de italianos deviam ter embarcado nesse vou, e que por razões diferentes não o fizeram, o brasuca não perdeu tempo e logo veio a Fatima agradecer o facto de não ter embracado nesse dia, o casal de italianos (provavelmente ateus) esta semana tiveram um acidente de viação que vitimou a mulher e deixou o homem em estado muito grave.
Isto deixa me a pensar... teria realmente chegado a vez dos italianos? Será que temos mesmo uma hora predestinada para irmos à “vida”? Terão estas pessoas enganado a “Morte”? Bem uma já foi e o outro está em vias de... se eu fosse o brasuca escondia me dentro de casa e não saia de lá nos próximos 6 meses...


Sem mais de momento,

Screw death... I´m going home...

terça-feira, junho 16, 2009

Record batido


caros,

todos nós já ouvimos falar na contratação do C. Ronaldo, né?

Record de transferência entre clubes de futebol- 94M€ ! um escândalo nos tempos que correm, com a crise, o desemprego em Espanha, dificuldades da banca mundial - e o negócio é baseado num empréstimo de 150M€ à banca - pormenores, enfim!

Record é o salário deste fenómeno, cerca de 18€/minuto. Uma barbaridade...

Record é, ainda e também, a quantidade de gajas que o CR saca com a fama e o guito que humildemente tem e investe nas suas extravagâncias.
Mais informo que, oficialmente o record de "comer uma gaja depois de a conhecer" foi batido, estando agora cifrado em 9,5 minutos, depois de ele ter papado a Paris Hilton. Se bem que ela é um bocado pêga (basta ver os videos dela nos sites porno - claro que eu não vi, mas ouvi dizer). Assim sendo, o anterior record que era meu, está oficialmente batido, tendo ainda o mérito de na altura a chavala não era, pelo menos ainda, uma pêga.

Assim sendo, caro CR que aqui lês este blog - porque eu sei que apesar de teres dificuldade em falar e ler duas palavras seguidas - esse teu record de comer tipas não é nada, comparado com o meu estatuto humildamente conseguido após 10 minutos de negociação.
Um conselho ao CR - fica-te pelo futebol que eu trato do resto...

Dr. Strangelove or: How I Learned to Stop Worrying and Love the Bomb


Strangelove


Duas palavras aglomeradas formam uma outra que ruma noutro sentido.

O amor actualmente está tão estranho, que chega a ser pensado, é de facto debatido, dissecado para ser debatido novamente antes de ser posto em prática.

Já não é inocente,

Torna-se calculista ou, pelo menos é calculado.

Deixou de ser sentimento e passou a ser ciência, tal como a matemática

2+2 são 4

É inquestionável o amor

Não por ser sentido mas por ser calculado

nunca pus um "?" no verbo amar

eu amo

tu amas

ele ama

nós amamos

vós amais

eles amam

porquê?

Continuo sem resposta

E tu?


Invariavelmente continuo a acreditar na velha máxima:

All you need is love


Mas eu sou um dos últimos românticos



sábado, junho 13, 2009

Portuguese democracy




Chinese Democracy é o sexto álbum de estúdio da banda americana Guns N' Roses.
O álbum ficou conhecido como "o disco eternamente adiado", pois a banda esteve a trabalhar no álbum desde 1997 e o lançou-o apenas no dia 23 de Novembro de 2008.

A política, os políticos, a mentalidade deles e de nós cidadãos encontra-se congelada há cerca de 30 anos… by: Pedro Rodrigues – líder da JSD

Ouvi o seguinte uma vez:
- Quero comprar uma casa em Espanha, bem juntinho à fronteira, para, quando Portugal for ao fundo eu ter uma vista sobre o mar.

Cada vez mais penso que em Portugal não existe democracia de facto. Como pode existir? Se aqueles que se mantém no poder usam as mesmas palavras à décadas? À esquerda (PS) ou à direita (PSD), o discurso mantém-se.
Aníbal (o grande Aníbal) discursou no longínquo ano de 1985, salientando-se entre outras coisas que era necessária uma reestruturação das várias ordens no país como a justiça, saúde, educação, etc. desde então, já Guterres, Durão, Santana e agora Sócrates passaram e o discurso invariavelmente não muda… hum… já agora… para quando uma reestruturação da política e políticos?

Em Portugal vejo duas políticas, uma à esquerda e outra à direita (como o pisca pisca da Ruth Marlene).
Bloco e PP – são estes que têm de facto ideias dispares consideradas extremistas para o desenvolvimento da sociedade (moribunda e que urge por cura e estímulo).
Os dois centrais, geralmente andam à volta do mesmo… uma espécie de campeonato nacional, em que os dois primeiros lugares estão garantidos ainda antes do inicio das batalhas. Existe ainda outro, sobre o qual a minha ideia é a melhor de todas (versão utópica e idealista para uma igualdade sem precedentes entre a cidadania) e a pior de todas (realidade actual em que o partido não se enquadra na sociedade).

Voto – é através desta arma, que nós cidadãos podemos demonstrar o nosso descontentamento ou o nosso apoio.
E em quem votar?

Na minha opinião:
Não sou extremista, apesar de concordar com algumas das ideias e sinceramente gostava de as ver passar na assembleia. Mas votar é concordar, não com uma ou outra ideia, mas com todo o plano. E isso não. O Bloco de Esquerda diverte-me, óptimo líder, fantástico, brilhante e desperdiçado num partido no qual não votarei. A meu ver não é com “excesso” de liberalismo e progresso de mentalidade que a sociedade avança. Certas morais e valores têm de se manter na base e seus pilares, pelo menos por mais uns anos. Quanto ao partido popular, foi de facto o que mais me surpreendeu pela positiva na campanha para as europeias, foi o seu candidato que mais gostei de ouvir (na verdade todos os outros me pareceram um pouco… estranhos). Mas votar num partido tão conservador? Também não é solução, existem na sociedade certas morais e valores que devem ser mudados… o quanto antes. Existe também o partido dos vermelhinhos (my favorite) e no qual nunca votarei por motivos que guardo para mim.
Restam os dois papa campeonatos.

A verdade é que torna-se mais fácil para o comum dos cidadãos votar num destes dois.

A verdade é que ainda não estamos preparados para uma mudança tão drástica na forma de pensar, que tenhamos de ser nós cidadãos a mudar a sociedade em si e então votamos exactamente nos dois únicos partidos que nada fazem para que alguma coisa mude de facto.

A verdade, pura e dura, inquestionável e cruel, é que nós cidadãos de Portugal ainda estamos à espera que o jovem de armadura reluzente apareça numa madrugada de nevoeiro qualquer e resolva todos os nossos problemas por nós e que nos lidere para o el dourado.

A verdade… é que bem que podemos esperar sentados.

What we’ve got here is failure to communicate… Civil war: Guns and Roses




ps: era só para ter um post scriptum porque acho que fica bem, não tinha nada a acrescentar e decidi só alongar mais um bocadinho o post para que me possas ler mais um bocadinho.
olha queres ouvir uma piada?

clica AQUI

terça-feira, junho 09, 2009

Aníbal o presidente dos vetos.






09:00 – a passos largos, um homem nos seus “late thirty’s”, percorre um corredor de semblante magnifico até uma porta ornamentada com o de melhor se encontra no país..

bate… (pum, pum, pum).

Ouve-se uma voz esforçada por não gaguejar:

- faça o favor de entrar.

- Bom dia Sr. Presidente (diz o homem), trago aqui a nova proposta da assembleia geral para a nova lei do financiamento dos partidos.

- err.. sim, sim! Olha Filipe deixa aí em cima da secretária e leva ja esse outro documento para ser analisado pela concelhia de estado. Trata-se do veto.

- Veto Sr. Presidente?

- Sim Filipe. Já aí está o veto para essa proposta.

- Mas, Sr. Presidente, se me permite a ousadia, acabei de a trazer, você aínda nem a leu.

- O facto de o teres trazido não significa que eu já não a tenha lido e analisado.


Com isto Filipe rendeu-se ás evidências, não voltou a questionar o Chefe de Estado, acenou afirmativamente e abandonou a sala com uma nova pasta debaixo do braço (esta com uma enorme estampa onde se lia: VETO PRESIDENCIAL).

(em toda a minha ignorância na matéria) – acabo por concordar com este veto, ou, pelo menos concordo com os pontos esclarecidos pela comunicação social (uma vez que não conheço os documentos)…
Mas com o que eu concordo mais é mesmo com a falha que é a democracia. Funciona mal, muito mal, tal como o meu Benfas…
Os partidos não apresentam soluções credíveis, aliás, não apresentam soluções ponto, os seus líderes não chegam ao povo, as suas palavras (sua força) não nos toca, não nos desperta e nós não os ouvimos. O povo não se ergue e não se pronuncia em uníssono.
A democracia é um regime político com falhas graves, mas é o melhor que nós temos de momento. Não estamos preparados para outro neste momento, e, autoritarismo e/ou totalitarismo não obrigado.
Diz o ditado: se Maomé não vai à montanha, a montanha vai a Maomé…
Sendo esta uma democracia representativa, se escolhemos os líderes que representam e tomam as decisões por nós, então, somos nós os mais altos responsáveis da grave doença do sistema que é a democracia.
Nós somos a montanha,e , mais tarde ou mais cedo teremos que ir de encontro e responsabilizar quem nos obrigou a mover.


Ps: Força Aníbal, vais no teu 10º veto, desta vez estou contigo… vamos ver da próxima.


(kkbb e desculpem a política)


ps2: deixo-vos com uma música que simboliza dois ícones.

1 - político - Ramstein da Alemanha: país símbolo do totalitarismo do extinto Fuhrer.

2 - económico - América, título da música: símbolo do Capitalismo puro.