quinta-feira, março 08, 2007

Summer’s be




Existe um filme com o título de sommersby que tem um enlace e argumento fascinantes, devido ao facto de toda a sua história estar em volta do número da bota que um dos seus personagens calça, ou seja conseguiram encenar toda uma película em redor de um 44 biqueira de aço. Pessoalmente desaconselho o filme, pois, a meu ver, não está bem conseguido em vários aspectos que não explicitarei, mas no fundo não deixa de ser um filme que enriquece a nossa filmografia.
Este meu post baseia-se um pouco no mesmo (desenvolver uma aventura apartir do nada). E qual a melhor altura do ano em que novas aventuras e desenlaces surgem na vida de um jovem figueirense? No summer (Verão) pois então. Não acham?
Se quiséssemos tínhamos uma história para contar em todos os dias em que vamos á praia. Basta ir. Seja para apanhar sol, seja para curtir-mos com um grupo de amigos uma boa tarde de verão, mandar a famosa tanga da lua á noite ou simplesmente ver o mar. O certo é que tudo pode acontecer numa ida á praia. Conhecer uma nova pessoa ou reencontrar um velho amigo, ser mordido por um peixe-aranha ou apanhar um escaldão. Todos nos sentimos bem na praia e tudo pode acontecer numa tarde lá passada. Sentimo-nos seguros e acolhidos pela sua natureza que nos envolve e nos sintoniza em perfeita harmonia.
A Figueira é única, tem rio e serra, mas é a praia que a identifica. Não me levem a mal pois adoro a serra e acho o rio um símbolo poderoso, mas é a praia que eu amo.
E vocês?

3 comentários:

apleman disse...

Ponto 1 - Eu gostei do summersby, acho que é sem duvida o melhor filme do Ricardo.

Ponto 2 - Que saudades dos bons velhos tempos, "ó tempo volta pa trás".

Ponto 3 - Sim eu na Praia ja conheci novas e pessoas, ja reencontrei velhas amigas e sim, a unica experiencia que não guardo boas memorias, ja fui picado por um peixe aranha(duas vezes).

Ponto 4 - Sim a figueira é unica mas respondendo a tua pergunta eu prefiro a piscina do mar à praia é que não gosto muito de areia...

NunoSioux disse...

Ai a praia a praia. Lembro-me dos tempos em que se gozava com os camones, usando os calções por cima do umbigo! Da tecnica de chutar a bola para junto da caça, só para poder mandar uma boquita de ocasião e quem sabe beber um copo.
Das noites de são João curtindo a buba. Lembram-se daquela vez em que um gajo passou a noite a gritar: Legalizem as drogas leves!!!! (não, não era o Tó! Voces pá!!!)
Até que eu me passei e disse:
Legalizem lá essa merda senão ele não se cala!!
E pois tá claro como não me poderia lembrar dos alucinados!!! Afinal tudo isto começou, tendo como principal testemunha a nossa bela praia.
Nostálgia, dos 3 meses de férias no verão em que passavamos os dias na praia e as noites no parque!! Ai ai ai
Estou nostalgico!!!
Grandes tempos grandes, amizades!
Sem duvida uma grande parte da nossa vida foi "escrita" na praia!!!

Su disse...

ai ai..a praia! Ainda hj lá estive a passear o Jazz...a manha toda...na paz.(só para fazer um bocadinho de inveja!)

Mas tens razao, a figueira é linda!..Ninguém devia andar xatiado com tamanha beleza em seu redor.

Mas o engraçado é que referiste duas paisagens que despertam sentimentos totalmente diferentes em mim: a praia e a serra.

A praia: Gosto de a ver povoada..crianças a aprender a nadar, jovens a jogar á bola, velhos a curar o reumatismo, namorados, rapazes solteiros em busca da princesa, homens da bolacha americana aos berros..
É esta interacção boa entre a natureza e o homem que faz da praia um lugar mágico, de recordaçoes e nostalgia..onde tudo é possivel.

A serra: Adoro vê-la virgem..Arvores altas, envoltas em trepadeiras, um todo verde e castanho, apenas o som das folhas a bater...um lugar onde nos sentimos pequeninos e onde as vénias são feitas nao curvando-nos para baixo mas sim olhando para cima e reparando no quão alto a natureza pode chegar se nós nao decidirmos destrui-la e contruir uns quantos prédios de 7 andares.

Na praia impera a diversão, na serra o respeito.

já agora..como estamos no inicio da primavera e o calor ainda n é sugficiente para ir á praia..porque nao uma caminhada pela serra, com direito a almoçarada no parque de merendas??..vá, temos de combinar!

ps: o melhor filme do Ricardo Giro é o Raiz do medo.