sábado, novembro 28, 2009

"Putos a roubar maçãs"





Semanário da Algueirosa Velha:

Bom dia caros leitores. O meu nome é Eugénio Evandro Ezequiel sou jornalista de profissão e é com grande pesar que me cabe este excerto que hoje publicito.

Foi na semana passada, estava eu encarregue da reportagem do roubo de 4 maçãs da macieira do Sr. Eleutério Ermano Errado (supostamente tal acto de vandalismo fora provocado por putos que vivem nos arredores, mais precisamente os dois filhos do Sr. Elpídeo Estanho Erva: - o Elias e o Emílio) que recebi a notícia que deixou a comunidade de “O Lugar do Ulmejo” – freguesia da Alpedrinha de Baixo - em estado de choque.

Senhoras e Senhores:

Faleceu o Sr. Etelvino Emanuel Ernesto Estrada.

Os motivos da causa de morte do Sr. Estrada eram desconhecidos até ao momento.
O semanário da Algueirosa Velha noticia em primeira mão os factos que levaram a tão drástico acontecimento, e, para tal, decidimos falar com a pessoa mais próxima do malogrado... a viúva, Esmeralda Estrela Eunuca Estrada.

(Semanário) - Sra. Estrada, antes do mais, quero em nome de toda a equipe do Semanário, demonstrar um profundo pesar e dar-lhe os sentimentos pela perda do seu esposo.

(Esmeralda Estrada) - Olhe amigo... nem sei o que lhe diga. Se o mando pó car%&#% ou á mer&%.

(Semanário) - Oh Sra. Estrada você nem num momento como este deixa de praguejar.

(Esmeralda Estrada) - Momento como este? O filho da P%&" morreu na semana passada e você vem cá hoje... seu car%&/"&.... hã? não vieste antes porque meu grande panel%&#%~?

(Semanário) - Bem... assim não vamos a lado nenhum. a Sra. pode ao menos responder qual foi a causa de morte do seu esposo?

(Esmeralda Estrada) - Posso.

(Semanário) - E então?

(Esmeralda Estrada) - Então o quê?

(Semanário) - Oh Sra Estrada... então de que é que o homem morreu?

(Esmeralda Estrada) - Bem... na verdade eu não sei muito bem. Num dia o Cabr~% estava bom, no outro estava a tossir no último morreu. Ao que parece e pelo que diz o Neurocirurgião da aldeia, ele morreu de Gripe F

(Semanário) - ?? Neurocirurgião da aldeia? Gripe F? O que a Sra. diz não faz qualquer sentido. "O Lugar do Ulmejo" nem centro de saúde tem, nem um único médico quanto mais um neurocirurgião? já para não falar que não existe nenhuma gripe F.

(Esmeralda Estrada) - Ai não? Então oh seu cara%&"&, o Evaristo não foi para a escola dos Doutores? E se ele diz que a gripe é Fodida quem és tu para dizer o contrário meu grande panel%$#&?

(Semanário) - Oh não! O Evaristo Edilberto Éguas outra vez não! Sra. Estrada feixe-me dar-lhe um conselho: - o Evaristo é um aldrabão que a está sempre a enganar. Ele não foi para a Universidade, foi sim para o programa e-escolas acabar a 4ª classe.

(Esmeralda Estrada) - Olha ao menos já tem mais que tu panele&%&$.

(Semanário) - Mas você para de me chamar panele%&$?

(Esmeralda Estrada) - E não és?... julgas que me enganas? Eu não sei que o corno do meu marido te comia a peid% todos os sábados á noite? Olha tem mas é cuidado que eu apanhei Hemorróidas e mesmo assim o cabrão foi-me ao C% faz hoje 2 semanas.

... ... ... ... ... ...


Bom dia Portugal:

O meu Nome é Eusébio Ercúleo Esbroncossaurius (*juro que já não sei que mais nome inventar com a letra "E", três posts disto foi demais e é para acabar)

Venho desta forma acabar a reportagem do meu colega, pois ele encontra-se hospitalizado por motivos de saúde. Ao que parece no fim da reportagem com a Sra. Estrada o Eugénio envolveu-se numa rixa com a própria o que levou a que ele necessitasse de cuidados médicos devido aos múltiplos ferimentos causados pela colérica viúva, nomeadamente: Fémur fracturado, fractura exposta no pulso esquerdo, três costelas partidas, 4 fracturas ao nível do crânio e a unha do dedo mindinho partida.
Uma vez no Centro de Saúde de Algueirosa Velha, o Eugénio decidiu fazer também umas análises que acabaram por confirmar o pior dos seus receios... contraíra hemorróidas de grau F (pelo que diz o "especialista local" - Evaristo Edilberto Éguas).

Na data de fecho desta edição conseguimos apurar que devido a uma orgia sexual orquestrada pelo falecido Etelvino Emanuel Ernesto Estrada, propagou-se uma pandemia local de hemorróidas de grau F. De momento a pandemia encontra-se confinada "apenas" ao distrito de Bragança, mas especialistas dizem que nos próximos dias provavelmente se irá alastrar a todo o território nacional. Espanha já tomou medidas ao encerrar todas as fronteiras.
Medidas estão já a ser tomadas e o Governo apela à paz e bom senso dos cidadãos tentando acalmar as histerias.

A delegação de saúde pede a todos os cidadãos que tomem as seguintes precauções como medidas preventivas:

- Não se cague em público
- Limpe bem o cú depois de cagar, nomeadamente: - dê uso ao bidé
- não pratique sexo anal com desconhecidos
- não pratique sexo anal com animais
- O melhor é mesmo não praticar sexo anal... de todo
- máscaras anais serão distribuídas gratuitamente


É tudo..

Que o Senhor nos ajude a todos



ps: com este post termino de uma vez por todas a saga do semanário da algueirosa velha... foi demasiado extenuante de escrever, para e acima de tudo... no fim, não ter piada nenhuma.

kkbb

A múcica no player: para os interessados... "Dead Combo"

4 comentários:

Nuno Almeida disse...

Pah, sabes que esta coisa das triologias é sempre uma linha perigosa e fininha de C#$#($$(")! O pessoal está sempre à espera de uma continuação que apesar de ser uma continuação, tem de ser uma coisa nova e surpreendente ao mesmo tempo!
Eue (sim eue) como o único apreciador mundial de toda esta toda triologia artística, devo dizer:

Neste novo episódio, Pedro Emanuel catapulta o leitor para novos horizontes nunca visto nos anteriores episódios da épica família estrada. O palavreado obsceno e provocador da Sra. Estrada é com toda a certeza a critica social mais bem conseguida de toda a saga.
Denota-se no uso da denominada gripe F, uma inspiração e estudo da parte de Pedro Emanuel de grande autores e génios da escrita bloguista actual, como por exemplo NunoSioux, na sua grande obra a gripe dos Nabos.
Pedro Emanuel, consegue contudo mostrar ao mundo que a vida aldeã nacional é todo um mundo por descobrir, que na parte melodramática do asneiredo, quer na paneleirage em geral... O recorrer ao quadro clínico hemorroidal, revela a experiência pessoal do autor da peça...
Com todo este quadro, não posso enquanto critico bloguista, deixar de dar nota positiva a este episódio, quer a toda a saga "E" de Pedro Emanuel.
Despeço-me deixando um desafio ao autor, porque não uma precuela ou quem sabe uma "longa escrita" sobre a saga "E".


Abraço

Nuno d´Almeida

Ps: Vai pró Caralho

Nuno Almeida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nuno Almeida disse...

E cá para mim ele morreu por causa da merda do colchão que o outro lhe vendeu!!!!

Pedro Emanuel disse...

LOL...

de Facto és a única pessoa no mundo inteiro a conhecer e sobretudo perceber a saga "E"... até porque a grande maioria desconhece que existem mais 2 episódios escondidos...

Não está nos meus planos dar continuidade a esta saga... foi demasiado cansativo e extenuante.


de qualquer maneira... "Nunca" é uma palavra que só disse uma vez.

kkbb

ps: Caro e estimado Crítico Xô Tôr Nuno D'Almeida: Vá para o caralho